O líder do futuro já está entre nós

Os caminhos de uma liderança inovadora

O processo de evolução das organizações trouxe consigo uma mudança do perfil tradicional de chefia. Os novos ventos da sociedade e do mercado passaram a valorizar lideranças mais adeptas ao processo colaborativo e abertas à feedback. As empresas mais inovadoras já absorvem perfis de lideranças que certamente irão transformar as organizações no futuro. Quem saiu na frente, já se destaca hoje. O resultado da observação das necessidades e a análise desses novos perfis convergiram para este artigo da professora, palestrante e consultora em Inovação, Organizações Exponenciais e Transformação Digital, Maria Augusta Orofino, publicado originalmente em seu Blog pessoal. O artigo desvenda de forma bem objetiva as características que moldam este novo líder e que podem contribuir no processo de desenvolvimento de mais líderes.
===

LÍDER DO FUTURO: 6 CARACTERÍSTICAS QUE GERAM GRANDES RESULTADO

por Maria Augusta Orofino*

 

Muito já se falou sobre o líder do futuro, aquela pessoa que consegue absorver as mudanças e adaptá-las muito bem para promover resultados cada vez melhores para empresa e seus liderados. Esse líder, no entanto, não está mais em um futuro tão distante, ele já existe em diversas organizações, especialmente as que trilharam o caminho da inovação.

No post sobre cultura de inovação, comentei sobre descentralização de decisões e autonomia, dois itens essenciais para a prática de uma liderança inovadora. Em contextos mais conservadores, fica difícil imaginar um ambiente onde diversas pessoas possam resolver conflitos de uma maneira simplificada, sem burocracia. O líder do futuro prega exatamente isso: uma gestão baseada na competência e na confiança, afinal, descentralizar é reduzir tempo e ter visões diferentes sobre os processos empresariais.

Quando iniciamos no blog a conversa sobre inovação, falamos muito sobre essa mudança do papel do chefe tradicional, até então pouco presente e nem um pouco aberto a intervenções da sua equipe. Presenciamos, com a evolução das organizações, a preferência por lideranças mais adeptas ao processo colaborativo e abertas à feedback.

 

Afinal, quais as características do líder do futuro?

Equilíbrio entre o ser e o dever: nem chefão, muito menos amigão. O líder responsável por resultados exponenciais tem uma postura equilibrada. Sabe perceber sua equipe, tem empatia (tanto em questões profissionais, quanto pessoais) e propõe direcionamentos de acordo com cada pessoa e situação. O equilíbrio emocional é uma qualidade desse perfil, que precisa conviver diariamente com diversas pessoas, incentivando-as a dar o melhor de si.

Sem vaidade: o líder sabe dialogar com todos e está disposto a aprender. Não tem todas as respostas. Quem ocupa um cargo de liderança em uma empresa inovadora, está mais preocupado em se cercar de talentos do que saber tudo.

Encorajador: o líder do futuro aprende constantemente, pois incentiva seu liderado a buscar sempre mais conhecimento. Com uma equipe preparada, a liderança se sente confiante em suas decisões. Além de encorajar o aprendizado, permite um ambiente livre para questionamentos, contribuições e feedback. Inclusive a sua gestão é passível de críticas, que devem ser consideradas e respondidas sempre. A liderança não está acima dos outros, pois o próprio desenho de hierarquia não existe em organizações inovadoras.

Atento aos dados: informação é tudo! Os dados mostram problemas, tendências, oportunidades. O líder do futuro é um profissional que acompanha toda a movimentação de mercado e de consumo, mudanças de comportamento dos consumidores, tendências que surgem no exterior e que podem ser adaptadas para o seu país. A habilidade de enxergar novos caminhos é outra grande qualidade desse perfil de liderança. Para isso, no entanto, ele precisa de outras habilidades importantes para colocar suas ideias em teste.

Domina técnicas de resolução de conflitos: não é só de alegrias que vive o líder do futuro. O dinamismo dos negócios e a pressão por resultados faz com que esse profissional precise lidar com problemas complexos. Conhecer métodos, como Design Thinking e metodologias ágeis é primordial para envolver seus liderados em processos de melhorias constante.

Adepto à inovação: a liderança não é feita apenas de teoria. Se a ideia é buscar a inovação, o líder do futuro deve ser uma pessoa curiosa e atenta às novidades. A tecnologia precisa fazer parte de sua rotina. Estar próximo do que o mercado oferece é estar aberto a novas soluções. Nada como ser usuário apaixonado por novas tecnologias para pensar como tal e conseguir, por fim, pensar em soluções mais próximas dos seus clientes.

Antes de ir, compartilho esse artigo muito interessante sobre esse assunto, mas com uma visão do mercado exterior.

 

* Disponível em: https://www.mariaaugusta.com.br/lider-do-futuro/ 

SOBRE NÓS

Este blog é um acervo de textos, vídeos e artigos sobre gestão, tendências de mercado, mindset, sustentabilidade, carreira, com finalidade educativa, visando a criação de um ponto de consulta e questionamento para contribuir com a formação dos futuros líderes que atuarão em um mercado em constante transformação.

Posts mais recentes

Entre em contato
com a gente

Sobre o autor

"Lidere o Novo Mundo" é uma iniciativa educativa, sem fins lucrativos, com acervo de textos, vídeos e artigos sobre gestão, tendências de mercado, mindset, sustentabilidade, carreira. O blog objetiva ser um ponto aberto de consulta e questionamento para contribuir com a formação de futuros líderes que atuarão em um mercado em constante transformação, promovendo um mundo mais justo.

Deixe um cometário